sexta-feira, 20 de junho de 2008

O burro sou eu?

Quem tinha razão era mesmo o Scolari.
O burro não é ele, os burros somos nós porque afinal agora ele vai tratar da vidinha dele e ganhar milhões de €€€€€ e nós ficámos com as mãos cheias de NADA!!!

Pois que vá!
Eu, por mim continuo a ser orgulhosamente PORTUGUÊS (coisa que ele nunca sentirá) e sei que um dia vai ser o nosso dia.
Havemos de chegar à glória do futebol mesmo sem termos um pequeno tiranete a liderar.

Só mais uma nota:
Queria agradecer aos jogadores do MEU PAÍS pelo facto de não terem seguido o exemplo do "sargentão mercenário" e terem esperado pelo fim do torneio para começarem a tratar do seu futuro.
Espero que a federação contrate um novo treinador e aprenda com os erros do passado.
Não a quem diz proteger os jogadores e agride adversários.
Não a quem proíbe os seus subordinados de falarem em contratações e deixa caír a máscara no momento crucial da competição!
Não a quem pede bandeiras nas janelas e não sente o seu significado.


VIVA PORTUGAL!!!




13 comentários:

lu maga disse...

Pois é...Lá se foi o futebol...Que mais nos poderá tirar da aflição?E esta Sócrates??

Porreiro Pá!!!!!!!!!!!!!

bjecas disse...

Os Uva a cantar o hino são impressionantes. Jogassem eles como cantam e nem os All Black resistiriam...
Quanto ao Felipão, que a Sra. do Caravagio o acompanhe para não mais voltar.

Abraço pá

\m/

BorboletaDistraída disse...

Eu também contnuo, PORTUGUESA, sempre, pelo bom e pelo mau.
A bandeira só sai da janela no final do EURO.
Por este HINO vale bem a pena ser Português. è LINDO!!!!

Maria disse...

POr mim abandeira sai da janela no final dos olimpicos, e quero acrescentar que para treinador tambem há que dizer não a quem não chama á selecção o gurda redes que foi campeão nacional, da champions e considerado nesse mesmo ano o melhor guarda redes do mundo

Helder Ribau disse...

Olá...

vim visitar este (en)canto.. e dizer que regressei...

Helder

Lurdes disse...

A garra dos lobos a cantar!
Nunca vi no futebol ninguém a cantar com tanto empenho... mas também, lá está, nem todos cresceram em Portugal...

Beijinhos e bom S.João!

Anónimo disse...

o autor tem seu objetivo ao escrever, seja lá o que for, e nos os leitores temos sempre várias interpretações.

tente ler seu escrito com outros olhos, e verás.....


um beijo, gosto de ler-te.


alguém

Um Momento disse...

E eu li e senti ...
Viva Portugal!!!!!!!!!
I mainada!
Beijo bem Português... em Ti!!!

(*)

Um Momento disse...

( Já agora...tinhamos que ser...
o mesmo burro:D)

Beijo gargalhado!!!

(*)

Enfim... disse...

este euros tem sido so surpresas esta foi uma delas enfim...

Beijinhos

Moura ao Luar disse...

Nós continuamos por cá a acreditar, um beijo

BorboletaDistraída disse...

E hoje é o dia de tirar a bandeira da janela.
Para a proxima, quem sabe. vamos até ao fim.
Beijos

Magnolia disse...

A critica ao próximo é sempre salutar quando feita de uma forma consciente e com um propósito construtitvo. A tua postagem sobre o Scolari tem esse intuito, consciente e moderada mas há um ou outro pormenor, que mesmo tratando-se de uma opinião, revela aquilo que se antecipava surgir em vários portugueses.
Antes mesmo do campeonato da Europa de 2008, um pouco depois do célebre pseudo murro, disse a quem conheço que os portugueses só iriam dar o verdadeiro valor ao Scolari quando ele fosse embora. Só iriamos perceber o quanto algo mudou para positivo em Portugal, nem que seja nesse mundo à parte do futebol quando ele decidisse que o contrato tinha chegado de facto a um termo. Parece-me que antes do que eu esperava, já se sente essa falta, esse vazio, esse sensação de que de facto ficámos sem nada.
Mas vamos por partes...
Quando se diz que o Scolari fica cheio de dinheiro e nós ficamos com as mãos cheias de nada... Cheias de nada? Mas já tivemos alguma coisa na mão? O Scolari prometeu que iriamos ficar ricos ou sermos celebridades europeias e mundiais? Se ficamos sem nada é porque sabemos que a nivel de selecção será dificil fazer melhor que ele.
Nunca se pediu ( nem o presidente da federação, nem o presidente da república, nem qualquer entidade ) que o Scolari fosse orgulhosamente português.
Se um dia chegarmos à glória do futebol...e eu repito "se"...grande parte desse futuro sucesso se deve ao Scolari. Primeiro porque ele esteve mais perto do que qualquer outro que lá esteve. Segundo porque as mudanças por eles efectuadas deram uma maior conotação, experiência e respeito à equipa de futebol do nosso país. Terceiro, porque só com um tiranete como ele é que foi possivel alcançar esse estatuto e ganhar bases para um futuro risonho.
Existe o direito de chamar qualquer nome ao homem ou a qualquer outra pessoa, desde que não seja ofensivo. Mas chamar-lhe mercenário está nessa linha ténue. Qualquer pessoa tem o direito de negociar um contrato de trabalho no momento que achar apropriado. Jogador, treinador, ou um simples escriturário. Depois, foi o clube Chelsea que anunciou a sua contratação, não o próprio Scolari. Tal contrato já estava definido antes mesmo do inicio do torneio. E de qualquer forma, onde é que reside o mal nisso?
O Scolari pode até nem perceber o significado da bandeira portuguesa ( e duvido que muitos portugueses o saibam ). Mas foi dos poucos que teve coragem de pedir aos portugueses que fossem portugueses, nem que fosse por um mês. Porque se só temos coragem de colar uma bandeira, cantar o hino e gritar em alto e bom som que somos portugueses quando há meia dúzia de jogos, tenho que dar mais valor a um brasileiro que apenas veio aqui para trabalhar e em 2004 fez aquilo que nunca ninguém tinha feito. Unir a nação, entreter as pessoas, redescobrir o valor de pertencer a um país. Coisa que sinceramente, não me parece que tenhamos a umas boas décadas.
Apenas referir que antes do Scolari, tinhamos ido uma vez às meias finais do Mundial e outras duas do Europeu. Ainda assim, parece que foram pequenos milagres. Antes do Scolari raramente iamos a estas competições. O Scolari foi a três seguidas ( coisa dificil para um único seleccionador na mesma selecção ), depois de ser campeão do mundo pelo Brasil. Espero que ele tenha sucesso no Chelsea, que ganhe dinheiro do qual lutou uma vida inteira por ele, como qualquer pessoa que trabalha e apresenta resultados. Pode ser teimoso, pode ser casmurro, chamem-lhe o que quiserem. Mas não fica bem a um português tirar o mérito a um homem que fez mais pelo nosso país do que muitos que clamam a paredes surdas o orgulho de serem portugueses.
Fiquei com pena que o Scolari fosse embora. Queria que ele ficasse mais tempo. Mas também acho que não o mereciamos. Se eu estivesse no lugar dele, também iria para um sitio que me pagassem melhor, principalmente depois de ter a consciência de que fiz o meu trabalho. Não é assim que todos pensamos?? O Figo fez isso ao Barcelona. O Cristiano fará o mesmo ao Manchester, imensos trabalhadores fazem isso a um patrão, quando há ofertas melhores, com ainda melhores condições. Não é o que todos os trabalhadores sonham fazer??

Mais uma vez, respeito a tua opinião. Acredita que sim. Acho que todos temos o direito de ficar indignados com aquilo que não aceitamos. Pior do que criticar é não aceitar uma critica. Pior do que não aceitar uma critica é manter-se na ignorância. Portanto, a tua opinião num blog é sempre bem vinda e anseio por mais. Mas antes de criticarmos, devemos pensar no que já recebemos em troca. E não morder na mão que nos deu de "comer".