sábado, 1 de setembro de 2007

Red bull air race PORTO

E hoje foram as provas.
Esteve um mar de gente. Decidi ir cedo e não levar o carro mas os comboios não deixavam entrar ninguém desde Famalicão até ao Porto!!!
cheguei à baixa muito mais tarde que ontem e como não pude passar para Gaia fiquei no Porto.
Junto à alfândega vi tudinho. Calor não faltou... Haja Super Bock!!!
Foi fenomenal.
Cá ficam uns videos. Fraquinhos mas é o que se pode fazer com a máquina fotográfica.

Este é do heli da organização a mostrar/explicar o circuito.



E cá está um dos concorrentes. Neste caso o vencedor! É que aqui o Flash não faz por menos...
SMOKE ON...



Este é o artigo sobre a prova portyguesa no site http://www.redbullairrace.com/...

Seiscentos mil espectadores encheram as margens do rio Douro tanto no lado do Porto como no de Gaia, para assistir à oitava etapa da Red Bull Air Race World Series. As estradas ficaram congestionadas e os comboios completamente cheios com os milhares de pessoas que se dirigiam para as margens do rio, onde no final o britânico Steve Jones (Team Matador) acabou por triunfar.

Depois do recorde de público presente numa qualificação registado ontem (250 mil pessoas), hoje as margens do rio Douro, entre o Porto e Gaia, voltaram a viver uma verdadeira enchente, com um total de 600 mil pessoas, o que transformou a estreia da Red Bull Air Race World Series no Porto e em Gaia, no maior evento desportivo da história de Portugal. Num duelo final surpreendente, Steve Jones (Team Matador) bateu o líder Mike Mangold (Team Cobra), por 0,38s e conseguiu o seu primeiro triunfo da temporada.

Jones realizou uma corrida que conseguiu levar ao rubro a multidão que enchia por completo as margens do Douro. Na final o britânico protagonizou uma corrida electrizante e bateu-se com Mangold pelo troféu final. Um bom desempenho que acabou por ser saldado com um tempo final de 1m10.00s. O também britânico Paul Bonhomme (Team Matador) concluiu em terceiro, batendo o húngaro Peter Besenyei (Team Red Bull) na corrida de consolação.

“Foi de facto uma corrida fantástica! Uma luta muito renhida disputada nesta cidade tão bonita. Por momentos pensei que não ia abrir o champanhe, mas no fim tudo se resolveu. O avião é perfeito para este traçado que é muito rápido“, afirmou Steve Jones, o grande vencedor do dia. Também Mangold se mostrou satisfeito com o resultado obtido, já que mesmo não tendo vencido reforçou a sua posição de líder das World Series. “Estou contente com o resultado. Ontem a minha equipa ainda trabalhou no avião e isso deu frutos, mas os meus adversários estavam muito fortes“, admitiu o norte-americano. Mangold, com 41 pontos, mantém-se no comando do campeonato, que ainda terá mais duas etapas. Bonhomme é segundo, com 39 pontos. O britânico liderou durante quase toda a época, mas na etapa anterior, em Budapeste, perdeu a liderança para Mangold.

A etapa lusa contou ontem com a presença de várias individualidades, entre elas, os responsáveis da Câmara Municipal do Porto, Rui Rio, e da Câmara Municipal de Gaia, Luís Filipe Menezes. O Governo fez-se representar pelo Secretário de Estado-Adjunto das Obras Públicas e das Comunicações, Paulo Campos. “A Red Bull Air Race traduz bem o espírito de Portugal no século XXI: ambição, modernidade e energia”, referiu o governante, salientando “o apoio caloroso do público presente nas margens do rio Douro a esta magnífica competição.”

Os pilotos da Red Bull Air Race chegam a atingir velocidades de 400km/h e forças até 10G, numa corrida de slalom a poucos metros da água. As últimas duas etapas do campeonato estão agendadas para San Diego (USA) e Perth (Austrália).

2 comentários:

lu maga disse...

DJ fLASH!!!
Só um mocinho alto como tu, podia arranjar imagens tão radicais...
Coitadinho, deves estar com o nariz todo vermelho de tanto sol!Mas que valeu a pena , valeu!!!
SMOKE ON

Calimera disse...

Foi de facto fantástico.
Acho que nestes dois dias todas as máquicas ficaram sem pó e sem teias de aranha :)